A primeira vista, falar sobre a proteína animal na dieta de Hamsters e alguns roedores é meio esquisito. "Como animaizinhos tão pequenos precisam comer carne de outros bichos? Na natureza eles não comem frango!" Sim, inicialmente as dúvidas são muitas. Temos sempre a mania de comparar animais domésticos aos em seu estado silvestre. Porém, é uma comparação incabível, já que pra termos esses animais domesticados em nossas casas, precisaram ser feitas inúmeras adaptações ao decorrer do tempo. Isso não anula a sua origem onívora.

Leia o texto a seguir para entender um pouco mais sobre a importância da proteína animal na dieta do seu pet e porque ela é indispensável.

Photo by knittingskwerlgurl On Flickr


"As proteínas são o material de construção que consiste a estrutura básica do nosso corpo. Estas possuem um papel importantíssimo de construção e manutenção dos tecidos, atuam como enzimas, ajudam na coagulação do sangue, no sistema imunológico, na construção e reparo do DNA, além de produzir energia e realizar muitas outras funções." [Fonte: TPV]

Falando mais diretamente, um animal que recebe uma fonte de proteína animal como complemento da sua alimentação é muito mais imune à doenças, sua aparência é visivelmente mais saudável e ele tem a expectativa de vida muito maior em comparação a um animal que não recebe esse alimento.


Atualmente existe um mito da sociedade de que o excesso de proteína faz mal. Não é bem assim. Outro dia nos enviaram uma dúvida que falava a respeito da Ração Extrusada já haver proteína, e no caso, a pessoa em questão queria saber a respeito do complemento da alimentação com proteína animal. A dúvida era se a quantidade proteica da ração já não era suficiente. A resposta é não. A ração contém proteína em valores consideravelmente baixos, e em sua maioria essa proteína é vegetal. E então ele cogitou a possibilidade de haver um excesso de proteína caso oferecesse a ração e o complemento, e que isso causaria problemas nos rins. Não, isso não é verdade. É o tal do mito que citei acima. Acontece que por volta de 1983, alguns pesquisadores descobriram que consumir muita proteína aumentava a taxa de filtragem do GFR (glomerular), e por consequência isso acabaria sobrecarregando os rins. "O rim é o órgão encarregado de eliminar os produtos do metabolismo da proteína, como ureia e amônia. Quanto mais proteína consumida, maior a quantidade de sangue filtrada por minuto (GFR)." Só queum organismo saudável consegue filtrar esse excesso sem que os órgãos sejam prejudicados. Portanto, essa história da proteína em excesso ser prejudicial aos rins é um mito.


Photo by knittingskwerlgurl On Flickr


É claro que você não vai exagerar na quantidade de proteína animal que oferece aos seus Hamsters. Proteínas podem ser alimentos engordantes se oferecidas em excesso, e isso sim, de fato, prejudicaria a qualidade de vida do animal. Confira abaixo nossa lista de alimentos que podem ser oferecidos como complemento de proteína animal e a frequência/quantidade em que deve* ser oferecido:


Ovo de galinha cozido sem sal: A quantidade pode ser aproximadamente 1/3 do ovo. Não há problemas em oferecer uma parte da gema dentro dessa quantidade. Tome cuidado para não oferecer o alimento quente ao animal. Deve ser oferecido apenas quinzenalmente.


Queijo ricota ou Queijo minas sem sal: A quantidade pode variar de acordo com a espécie do hamster, mas é aconselhável dar um pedaço do tamanho da unha do dedo indicador. Essa não é uma boa fonte de proteína.


Carne de frango ou peixe cozida sem sal e nem tempero: A quantidade é de uma lasca pequena e fina. Pode ser baseada na mesma medida do queijo que citei acima. Tome cuidado para não oferecer o alimento quente ao animal. Deve ser oferecido apenas quinzenalmente.


Larvas de Tenébrio Molitor (presentes nas imagens que estão ilustrando a postagem): Pode ser oferecida uma larva por dia, ainda viva, ou você pode congelar as larvas e descongelar em banho maria quando for oferecer aos seus animais. Tome cuidado para não oferecer o alimento quente ao animal. Tenébrio desidratado é facilmente encontrado pela internet.

Lagartas B. Mori desidratadas: São uma opção aos tenébrios, fornecidas pela marca Pombo Branco. Encontramos em grandes redes de petshop e também em lojas virtuais na internet. Podem ser oferecidas diariamente.

Gammarus: este pequeno camarãozinho desidratado pode ser oferecido 1 até 3 vezes por semana.

Anchova desidratada: assim como o grammarus, 1 peixinho até 3 vezes por semana.

Grilos desidratados: um por dia.

Esses alimentos devem ser obtidos em lojas que vendem artigos para animais ou criadores de alimento vivo, no caso dos insetos. Nós não recomendamos oferecer grilos vivos, e sim desidratados, pois esses sapequinhas pulam muito! Recolher insetos na natureza não é uma opção, visto que não sabemos a procedência e estes podem carregar bactérias e microorganismos nocivos para os nossos pequenos.

Hamsters idosos precisam de quantias de proteína diferentes, confira as especificações na postagem sobre hamsters idosos.


Photo by Just walk away Renee ♪ On Flickr

Particularmente, acreditamos que a preferência dos Hamsters são os insetos. Quando oferecido vivo, esse alimento ativa os "instintos de caça" que o animal teria se estivesse em sua natureza, e isso ajuda a manter o animal saudável e são. Teste os alimentos com o seu Hamster e ofereça o preferido dele, pois ele poderá não gostar de um, mas amar o outro. Todos os animais têm a sua preferência, e saber a do seu é imprescindível pra que ele viva feliz.


Não se esqueça de complementar a alimentação com frutas e legumes diariamente, além de oferecer diariamente o alimento extrusado.


*Proteina animal NÃO É um alimento opcional, e sim OBRIGATÓRIO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...