Problemas de pele em hamsters é algo muito comum. Nós sempre estamos em contato com tutores que passam ou passaram por esses problemas. Abaixo vamos fazer uma listagem de cada problema e abordá-lo mais profundamente, com o objetivo de ajudar os tutores a identificarem o problema para agirem antes que aconteça algo grave. É importante alertar que nossos posts sobre doenças têm fim informativo, servem apenas de alerta e pra auxiliar o tutor na identificação. Qualquer dúvida ou sinal de problema de saúde deve ser resolvido em um veterinário especializado em animais exóticos e silvestres. Nunca deixe pra levar o seu pet de última hora, pois hamsters tendem a abater-se muito rapidamente e podem chegar a falecer se não tratados corretamente. Vale lembrar que nunca deve-se medicar nenhum animal por conta própria e sem ordens médicas. Por isso, citamos algumas medidas urgentes, mas que não dispensam uma consulta veterinária.

Photo by Heleni0 on flickr

Os sinais mais comuns de que o hamster está com dermatites ou outros problemas de pele incluem perda de pelo, pele escamosa e mais áspera, pelos grudentos ou aparentando estar gordurosos, coceiras e pele avermelhada. A melhor maneira de prevenir doenças e alergias é manter a gaiola sempre bem limpa e seca. Uma boa dieta também ajuda a equilibrar e fortalecer o sistema imunológico do bichinho. Uma dieta pobre pode contribuir para a aparição de doenças indesejadas no seu hamster, por isso nunca trate a alimentação como um luxo, e sim como uma prioridade. Deve-se lembrar que hamsters mais idosos podem apresentar pelo mais ralo e até alguns pontos calvos, o que é algo natural. Eles também estão mais vulneráveis a doenças, assim como recém nascidos. Por isso, reforce suas dietas!


Ácaros e Sarna

Você sabia que hamsters estão propensos a ter ácaros? Geralmente pode ser algo comum, mas dependendo da espécie do ácaro esse bichinho pode fazer um estrago na pele do ham. Podem causar coceiras tão intensas que o hamster se coça desenfreadamente, e aí ele acaba ferindo a pele com suas unhas e seus dentinhos. A pele pode ficar áspera, cheia de feridas com casca, vermelhidão e queda de pêlos em determinadas partes. A sarna também provém de um ácaro. Existem vários tipos de ácaro, e todos eles causam mais ou menos o mesmo sintoma. Ao contrário do que se imagina, a sarna também atinge os hamsters e outros pequenos animais, e pode ser bem perigosa. Dependendo da gravidade e se não tratada rapidamente, pode deixar o animal calvo quase por completo e levar à morte.

Micose

A micose é o nome atribuído às infecções causadas por fungos. Os sintomas são perda de pelo, descamação da pele e coceira. As orelhas podem ficar bem feias, assim como os olhos, que perdem a pelagem a sua volta. O animal pode apresentar feridas pelo corpo, que se abrem sozinhas ou pelo atrito conforme o pet se coça. Quando tiver suspeita de um ham com micose, manuseie-o usando luvas e lave bem a gaiola. Use água sanitária na esterilização da mesma, pois é o único agente capaz de matar o fungo. Enxágue bem e só reintroduza o animal no alojamento após secar completamente e não tiver mais cheiro da água sanitária na bandeja.

Photo by aphrodita on flickr

Calor

O calor pode gerar perda de pelo por vários fatores, embora não seja algo comum. Pode ser pela temperatura e até mesmo pelo estresse do animal com o calor intenso, e o estresse pode causar a perda de pelo assim como pode levar o animal a se auto-mutilar.

Alergias alimentares

Alergias alimentares podem causar irritação na pele. Uma mudança brusca na dieta, um alimento que o hamster não possa comer. O jeito de descobrir é fazendo testes e não oferecer mais o alimento que causou a alergia. Por isso, recomendamos a Ração Extrusada como base da alimentação. Essas rações costumam ter leveduras, que são ótimas pra deixar o pelo macio e com viço de saudável. Elas também combatem a queda e auxiliam na renovação dos pelos antigos. Mantenha a água do seu ham sempre limpa e fresquinha, pra que ele se hidrate e fique com a pele boa.

Alergia à forração

Não é algo comum, mas pode acontecer, principalmente com a serragem. O animal pode ficar com a pele irritadiça e os olhos colando. Para ter certeza, basta mudar a forração para Pipi pet wc, granulado de madeira ou até mesmo papel toalha neutro.

Queda de pelo normal (e não nociva)

Hamsters de 6 a 12 meses podem trocar de pelo lentamente, o que faz com que algumas partes possuam falhas e locais da gaiola fiquem com uns tufinhos de pelo. Hamsters com mais idade também tendem a perder mais pelo, mas não é em todo caso que acontece.

✯  Medidas preventivas

Limpe os olhos e pelo do hamster com algodão e soro até poder levar numa consulta veterinária. É importante que você não demore muito tempo para levá-lo a uma avaliação, pois como são sensíveis podem não resistir e morrer quando você menos esperar, dependendo da gravidade de problema. Não é sempre que um problema na pele vai matar o hamster, mas é melhor prevenir. Limpe a gaiola com vinagre, suspenda o uso de serragem e coloque papel macio neutro (higiênico ou papel toalha), picadinho na gaiola até que se descubra a causa do problema do hamster. Depois da consulta, siga as instruções do Médico Veterinário.

Sempre mantenha os alojamentos dos seus bichinhos bem limpo. O mínimo pra limpar é a cada 7 dias, menos que isso pode causar estresse, algo que pode prejudicar a saúde do ham também. Tente verificar se não há vazamentos de água, restos de vegetais que o hamster largou ou qualquer coisa que possa dar mofo pra não adoecer o seu pequeno pet. Uma boa alimentação e uma boa higiene são métodos garantidos de que a saúde dele vai ficar ok. Ao notar qualquer sintoma, não hesite em procurar um veterinário especializado para auxiliar no tratamento do problema e verificar se realmente existe um. Só leve o seu pet em um veterinário especializado e de confiança! Todo cuidado é pouco. Beijão!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...