Nossa missão é informar e dar suporte para os tutores, e infelizmente não podemos tratar de assuntos legais e felizes sempre. Nossa postagem de hoje fala de duas doenças diferentes e sérias que podem levar seu hamster à morte caso não sejam tratadas a tempo. Informe-se e ao notar qualquer coisa estranha, leve o seu pet no seu veterinário de silvestres e exóticos de confiança.


Photo by Miki Ballard on flickr

Tumor 

Um tumor é desenvolvido a partir de um acúmulo anormal de células nos tecidos ou órgãos. Geralmente tumores são formados quando há um desequilíbrio na divisão celular do corpo ou na morte de células desnecessárias. Existem dois tipos de tumor: Os benignos e os malignos (câncer). Os tumores benignos são os que não se espalham para outras partes do corpo e são os mais comuns nos hamsters. Apesar disso, 4% dos hamsters podem sofrer de tumores malignos, que são mais comuns nas glândulas de hormônio. Ainda temos o Linfoma, que pode atingir os hamsters mais velhinhos.


Hamster com tumor na orelha. Photo by Morgan Bak on flickr.

Causas – Os tumores podem aparecer por diversas causas, como problemas genéticos, radiação e pelas aflatoxinas, comumente encontradas em alimentos como o milho e o amendoim. 

Não é raro ouvir histórias de hamsters que têm a genética propensa à tumores, pois seus antecedentes tiveram e passaram esse defeito genético para os descendentes. Por isso somos contra reprodução caseira: é super importante ser responsável e saber ser um criador de verdade, que seleciona os animais antes de reproduzir a fim de se evitar esse tipo de problema, que acaba desgastando demais o tutor e o animal. 

Sintomas – Os tumores podem ser externos - que são facilmente visualizados - ou internos. Um hamster com um tumor interno pode apresentar apatia, falta de apetite, sangue nas fezes e dependendo do tipo de câncer, pode haver perda de pelos e inflamação na pele. 

Tratamento – Ao levar ao veterinário de silvestres, ele dará o diagnóstico e fará o tratamento da doença, dependendo do resultado. Na maior parte dos casos é necessária a remoção cirúrgica do tumor. É bom lembrar que quanto antes o animal for atendido, mais chances ele tem de obter sucesso no tratamento e se recuperar. A demora só irá piorar o estado da doença e pode levar o animal à morte. 


© Catherine RH Houston

Abscesso

Abscesso é um acumulo de pus em alguma região do corpo que faz com que surjam alguns inchaços. 

Causas – Um abscesso pode ser formado devido a um arranhão, ferimento etc. que infecciona e o sistema imunológico do animal acaba reagindo contra. Os glóbulos brancos se movimentam pelas paredes dos vasos sanguíneos até a área infectada e coletam o tecido danificado. Durante esse processo, o pus é formado. Pus é o acúmulo de fluidos, glóbulos brancos vivos e mortos, tecido morto, bactérias e outras substâncias estranhas. [Fonte] Os abscessos podem ocorrer também dentro das bolsas jugais por causa de algum objeto ou alimento pontiagudo.

Tratamento – O tratamento deverá ser de acordo com a avaliação do veterinário. O procedimento mais comum realizado por estes profissionais é a drenagem do pus de dentro do abscesso, e depois são receitados antibióticos e remédios para limpar e tratar o ferimento. Ps.: Nunca auto medique um animal!

Fique sempre de olho e faça a inspeção do corpinho do seu hamster regularmente, a fim de descobrir anormalidades que possam comprometer a saúde e o bem estar dele. Ao notar qualquer sintoma leve o hamster imediatamente ao seu veterinário, essa atitude faz parte da guarda responsável e negligenciar um animal que precisa de tratamento médico é considerado maus tratos, e maus tratos configuram crime ambiental. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...